Jô Soares

Jô Soares
Jô Soares em 2009
Nome completo José Eugênio Soares
Nascimento 16 de janeiro de 1938
Rio de Janeiro, DF
Morte 5 de agosto de 2022 (84 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileiro
Cônjuge
  • Teresa Austregésilo (c. 1959; div. 1979)
  • Sílvia Bandeira (c. 1980; div. 1983)
  • Flávia Junqueira (c. 1987; div. 1998)
Ocupação
Período de atividade 1954–2018
Carreira musical
Período musical 1972–2000
Religião catolicismo

José Eugênio "Jô" Soares (Rio de Janeiro, 16 de janeiro de 1938São Paulo, 5 de agosto de 2022), foi um humorista, apresentador de televisão, escritor, dramaturgo, diretor teatral, ator e músico brasileiro. Ganhou notoriedade no comando de programas de televisão em formato talk-show no Brasil como o Jô Soares Onze e Meia entre os anos de 1988 e 1999 no SBT e o Programa do Jô entre 2000 e 2016 na Globo.[1]

A notícia de sua morte, divulgada no dia 5 de agosto, repercutiu tanto na sociedade brasileira,[2][3][4] quanto na imprensa internacional.[5]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido na cidade do Rio de Janeiro, José Eugênio Soares foi o único filho do empresário paraibano Orlando Heitor Soares e da dona de casa Mercedes Pereira Leal. Pelo lado materno, foi bisneto do conselheiro Filipe José Pereira Leal, diplomata e político que, no Brasil Imperial, foi presidente da província do Espírito Santo. Por parte de seu pai, foi sobrinho-bisneto de Francisco Camilo de Holanda, presidente da província da Paraíba.[6]

Jô queria ser diplomata quando criança.[7] Estudou no Colégio de São Bento do Rio de Janeiro, no Colégio São José de Petrópolis, e em Lausana, na Suíça, no Lycée Jaccard, com este objetivo.[8] Durante a estadia na Suíça ganhou o apelido de "Joe", redutivo da versão inglesa de seu nome, Joseph, bem como referência à popular canção "Hey Joe!", de Frankie Laine. Mais tarde reduziria a Jô.[9] Porém, percebeu que o seu senso de humor apurado e a criatividade inata apontava para outra direção.[10][11]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Retrato sob a guarda do Arquivo Nacional (Brasil).

Detentor de um talento versátil, além de atuar, dirigir, escrever roteiros, livros e peças de teatro, Jô Soares também foi um apreciador de jazz e chegou a apresentar um programa de rádio na extinta Jornal do Brasil AM, no Rio de Janeiro, além de uma experiência na também extinta Antena 1 Rio de Janeiro.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Entre 1959 e 1979, foi casado com a atriz Therezinha Millet Austregésilo, com quem teve um filho, Rafael Soares (1964–2014), que tinha transtornos do espectro autista (TEA).[13] Entre 1980 a 1983, foi casado com atriz Sílvia Bandeira, doze anos mais nova. Em 1984, começou a namorar a atriz Cláudia Raia, romance que durou dois anos.[14] Namorou a atriz Mika Lins e, em 1987, casou-se com a designer gráfica Flávia Junqueira Pedras, de quem se separou, em 1998. O apresentador admitiu sofrer de Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC). Em sua casa, os quadros precisam estar tombados levemente para a direita.[15] Era sobrinho de Togo Renan Soares, conhecido como "Kanela", ex-treinador da Seleção Brasileira de Basquetebol. Em 1 de outubro de 2012, levou ao ar um programa especial que reprisou uma entrevista com Lolita Rodrigues e Nair Bello em homenagem à apresentadora Hebe Camargo, com quem declarou ter vivido intensas alegrias.

O apresentador falava, com diferentes níveis de fluência, cinco idiomas: português, inglês, francês, italiano e espanhol, além de ter bons conhecimentos de alemão. Traduziu um álbum de histórias em quadrinhos de Barbarella, criação do francês Jean-Claude Forest.[16] Era católico, devoto de Santa Rita de Cássia.[17] Em 25 de julho de 2014, foi internado no Hospital Sírio-Libanês, para tratar de uma pneumonia, permanecendo no hospital por 22 dias.[18][19]

Em 31 de outubro de 2014, morreu seu único filho, Rafael Soares, no Hospital Samaritano, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Em 3 de novembro, dedicou o programa ao seu filho, em que fez um discurso contando um pouco da história dele.[20] Em 4 de agosto de 2016, foi eleito para a Academia Paulista de Letras, assumindo a cadeira 33, que pertenceu ao escritor Francisco Marins.[21]

Morte[editar | editar código-fonte]

Jô Soares faleceu em 5 de agosto de 2022, aos 84 anos, no Hospital Sírio-Libanês, na cidade de São Paulo, onde estava internado desde o dia 28 de julho para tratar uma pneumonia. A notícia de sua morte foi divulgada pela ex-esposa, Flavia Pedras, em uma publicação em sua página pessoal no Instagram, também confirmada pela assessoria de imprensa do apresentador.[22][23][24] O hospital não informou qual foi a causa da morte atendendo a um pedido do próprio ator à família.[25] No entanto, Anne Porlan, que era uma amiga pessoal de Jô, revelou que o mesmo faleceu de causas naturais.[26]

Sua morte teve grande comoção e repercussão no Brasil e no mundo. Várias pessoas famosas e autoridades lhe prestaram homenagens.[27] [28] As emissoras de televisão como a TV Globo, SBT, TV Cultura, Rede Bandeirantes e Viva alteraram suas respectivas grades de programação previstas para os dias 5 e 6 de agosto, reexibindo alguns dos trabalhos e entrevistas onde o humorista participou.[29][30]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ano Álbum Info Selo Ref.
1963 O Volks do Ronaldo Farroupilha [31]
1972 Norminha Som Livre [32]
1980 a B... e Outras Estórias Álbum de Piadas K-Tel [33]
1992 Quinteto Onze e Meia - O Álbum Álbum apenas do Quinteto Onze e Meia CID Entertainment [34]
2000 Jô Soares e O Sexteto - Ao Vivo no Tom Brasil Globo Columbia [35]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Cargo / Personagem Notas
1956–67 Praça da Alegria Alemão
1965 Ceará contra 007 Jaime Blonde
1967–71 Família Trapo Gordon
1971–73 Faça Humor, Não Faça Guerra Vários personagens
1973 Globo Gente Apresentador
1973–75 Satiricom Vários personagens
1976–82 Planeta dos Homens Vários Personagens
1977–78 Praça da Alegria Alemão
1981–87 Viva o Gordo Vários personagens
1982 Chico Anysio Show Coronel Pantoja Episódio: "12 de outubro"
1983 Plunct, Plact, Zuuum Mestre Cuca / Rei Especial de fim de ano
1983–87 Jornal da Globo Comentarista
de cultura
1988–90 Veja o Gordo Vários personagens
1988–99 Jô Soares Onze e Meia Apresentador
2000–16 Programa do Jô Apresentador
2000 Sai de Baixo Papai Noel Episódio: "No Natal a Gente Vem Te Mudar"
2002 A Grande Família Ele mesmo Episódio: "Grandes Famílias, Pequenos Negócios"
2018 Debate Final Comentarista

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Notas
1954 O Rei do Movimento Jornaleiro
1958 De Pernas pro Ar Jorginho
Pé na Tábua Felício
1959 Aí Vêm os Cadetes Nelson
1959 O Homem do Sputnik Espião Americano
1960 Vai que É Mole Bolinha
Tudo Legal Euclides
1965 Pluft, o Fantasminha Tio Gerúndio
1968 Hitler III Mundo Alex
1968 Papai Trapalhão Tio Abelardo[36]
1969 Agnaldo, Perigo à Vista Abelardo
1969 A Mulher de Todos Dr. Plirtz
1971 Nenê Bandalho Narrador
1973 Amante muito Louca Diretor
1976 O Pai do Povo El Magnífico Contreras / Cardinal / Silvestrina
1979 Tangarela, a Tanga de Cristal Erasmo
1986 Cidade Oculta Riperti
1995 Sábado Homem na casa das máquinas
2001 O Xangô de Baker Street Desembargador Coelho Bastos
2002 Joana e Marcelo, Amor (Quase) Perfeito Ele mesmo
2003 Person Ele mesmo Documentário
2004 A Dona da História Ele mesmo
2010 VIPs: Histórias Reais de um Mentiroso Ele mesmo Documentário
2012 As Aventuras de Agamenon, o Repórter Ele mesmo
2013 Giovanni Improtta Presidente do Clube

Como autor/diretor[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Trabalho Emissora Escalação
1965 Ceará contra 007 RecordTV Colaborador
1967–71 Família Trapo Autor principal
1971–73 Faça Humor, Não Faça Guerra Rede Globo
1976–82 Planeta dos Homens
1981–87 Viva o Gordo
1988–90 Veja o Gordo SBT
1988–99 Jô Soares Onze e Meia Criador do projeto original
2000–16 Programa do Jô Rede Globo

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Trabalho Escalação
1976 O Pai do Povo Autor; Diretor; Produtor
2001 O Xangô de Baker Street Autor

Obras[editar | editar código-fonte]

Notas

Referências

  1. purepeople.com.br. «Site purepeople: Perfil de Jô Soares». Consultado em 11 de Novembro de 2015 
  2. «Famosos lamentam morte de Jô Soares; leia homenagens». G1. 5 de agosto de 2022. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  3. «Nomes da imprensa esportiva brasileira prestam homenagem para Jô Soares nas redes sociais». Lance!. 5 de agosto de 2022. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  4. «Presidência de Portugal lamentam morte de Jo Soares». G1. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  5. Álvares, Débora (5 de agosto de 2022). «Brazilian humorist, talk show host Jô Soares dies at 84». Associated Press (APNEWS) (em inglês). Consultado em 5 de agosto de 2022 
  6. «Perfil genalógico de Jô Soares». FamilySearch.org. Consultado em 3 de janeiro de 2020 
  7. «"Jô Soares exibe talento e versatilidade em todas as áreas pelas quais se envereda. Conheça a vida e a carreira de um dos artistas mais completos do cenário cultural brasileiro" (Revista Época)». Consultado em 13 de novembro de 2015 
  8. Gaglioni, Cesar (5 de agosto de 2022). «Qual o legado de Jô Soares para o humor brasileiro»Subscrição paga é requerida. Nexo Jornal. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  9. Soares, Jô; Suzuki Jr., Matinas (2017). O Livro De Jô - Uma Autobiografia Desautorizada - Vol. 1. [S.l.: s.n.] p. VIII. ISBN 9788543811123 
  10. Gaglioni, Cesar (5 de agosto de 2022). «Qual o legado de Jô Soares para o humor brasileiro»Subscrição paga é requerida. Nexo Jornal. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  11. «Decifra-me ou te devoro». Veja 
  12. «Jô Soares comentará a Copa no Fox Sports - Patrícia Kogut, O Globo». Patrícia Kogut 
  13. Marques, Carol (31 de outubro de 2014). «Rafael Soares, filho de Jô Soares, morre aos 50 anos no Rio». Ego. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  14. «Ex-namorados, Claudia Raia e Jô Soares dão beijo na boca». Os Paparazzi. 3 de novembro de 2011. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  15. «Jô Soares admite sofrer de TOC». Extra. 24 de outubro de 2007. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  16. Naranjo, Marcelo (22 de maio de 2006). «Jô Soares: tradutor de quadrinhos!». Universo HQ. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  17. Lira, Isaac (31 de janeiro de 2010). «Monumento está quase pronto». Tribuna do Norte. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  18. «Jô Soares é internado em hospital para tratar pneumonia». G1. 28 de julho de 2014. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  19. Gomes, Laís (15 de agosto de 2014). «Jô Soares deixa hospital após 22 dias internado». Ego. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  20. «Jô Soares comenta morte de seu filho: 'Sofri a dor que é o pesadelo de todo pai'». Gshow. 3 de novembro de 2014. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  21. «Jô Soares é eleito imortal da Academia Paulista de Letras». G1. 4 de agosto de 2016. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  22. «Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos». G1. 5 de agosto de 2022. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  23. «Morre Jô Soares, aos 84 anos, em São Paulo». IstoÉ. 5 de agosto de 2022. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  24. «Morre aos 84 anos o humorista e escritor Jô Soares». CNN Brasil. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  25. TV Globo (5 de agosto de 2022). «Jô Soares: Família age com discrição e esconde causa da morte do apresentador». Notícias da TV. Consultado em 10 de agosto de 2022 
  26. Fantinel, Fernanda (5 de agosto de 2022). «Amiga pessoal de Jô Soares revela causa da morte: 'Não foi Covid'». Hugo Gloss. Consultado em 6 de agosto de 2022 
  27. «Famosos lamentam morte de Jô Soares; leia homenagens». 5 de agosto de 2022. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  28. «Candidatos à Presidência, políticos e autoridades lamentam morte de Jô Soares». 5 de agosto de 2022. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  29. TEMPO, O. (5 de agosto de 2022). «Jô Soares: TV Globo e SBT homenageiam apresentador com programação especial | O TEMPO». www.otempo.com.br. Consultado em 6 de agosto de 2022 
  30. «TV Cultura presta homenagem a Jô Soares nesta sexta-feira (5) e sábado (6)». TV Cultura. Consultado em 6 de agosto de 2022 
  31. [1] Info do álbum "O Volks do Ronaldo" no Instituto Memória Musical Brasileira
  32. immub.org/ Info do álbum "Norminha" no Instituto Memória Musical Brasileira
  33. immub.org/ Info do álbum "a B.... e Outras Estórias" no Instituto Memória Musical Brasileira
  34. immub.org/ Info do álbum "Quinteto Onze e Meia - O Álbum" no Instituto Memória Musical Brasileira
  35. immub.org/ Info do álbum "Jô Soares e O Sexteto - Ao Vivo no Tom Brasil" no Instituto Memória Musical Brasileira
  36. «Papai Trapalhão». Cinemateca Brasileira. Consultado em 5 de agosto de 2022 
  37. Nobu Chinen (21 de maio de 2007). «Shazam!». universohq.com. Consultado em 7 de abril de 2022 
  38. «O Astronauta Sem Regime». AABB Porto Alegre. Consultado em 7 de abril de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias